Share
Meirelles não descarta aumento de imposto já em 2017

Meirelles não descarta aumento de imposto já em 2017

LAÍS ALEGRETTI
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Um dia após o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) dizer que não haverá aumento de imposto neste ou no próximo ano, o ministro Henrique Meirelles (Fazenda) indicou que essa possibilidade não está descartada.
“Não há definição final sobre isso. Como eu disse, pelo que estamos vendo até o momento, não se configurou ainda esta necessidade, mas não fechamos ainda a proposta orçamentária”, afirmou Meirelles, após ser questionado sobre se há risco de a proposta de Orçamento de 2017 prever aumento da carga tributária.
O governo tem até a próxima quarta-feira (31) para enviar o projeto de Orçamento para 2017 ao Congresso Nacional.
Nesta terça-feira (23), o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, declarou que o governo decidiu que não haverá aumento de imposto neste ano ou no próximo para atingir a meta fiscal.
Meirelles participou de audiência pública na comissão especial da Câmara que analisa a proposta de limitar o crescimento dos gastos públicos nos próximos anos. Durante a reunião, ele chegou a dizer que o aumento de impostos pode ser necessário “de forma transitória”.
Ao deixar a reunião, o ministro destacou que a proposta de Orçamento não foi concluída e, por isso, não descartou a alta de impostos. Meirelles deixou claro, no entanto, que se deve “evitar o máximo possível” o aumento de impostos.
“Estaremos apresentando no início da próxima semana a proposta para o Orçamento de 2017 e é quando esse assunto estará decidido de forma definitiva. O que nós dissemos é que a carga tributária do Brasil está, de fato, muito elevada, e que, no momento de recessão da economia brasileira, deve-se evitar o máximo possível o aumento de impostos”, afirmou.
O ministro reforçou, ainda, que, no momento, não vê configurada a necessidade de aumentar tributos. “Não vemos no momento ainda configurada [a necessidade] de aumentar impostos. Temos dito, no entanto que, se necessário, a qualquer momento pode haver aumento de impostos. A definição final será anunciada na próxima semana”, concluiu.

Deixe seu Comentário