Share

Divisão de Desaparecidos localiza 119 pessoas no primeiro trimestre de 2019

A Divisão de Desaparecidos da Prefeitura de São Paulo já atendeu 482 solicitações de busca por pessoas ou familiares desaparecidos apenas no primeiro trimestre de 2019. O trabalho realizado pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) resultou na localização de 119 pessoas e/ou familiares, o reencontro é opcional.

“Se uma pessoa desaparecida está em nossos serviços os funcionários devem fazer uma entrevista com ela para verificar se ela deseja o reencontro. Caso ela não queira, ela é encaminhada até a delegacia de pessoas desaparecidas para informar que tem ciência do desaparecimento, mas que não deseja manter contato com o familiar”, explica o coordenador da Divisão de Desaparecidos, Darko Hunter.

A ação consiste no cruzamento de dados dos serviços da rede pública, da Delegacia de Pessoas Desaparecidas e do Ministério Público, por meio do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID), para efetuar as buscas.

O registro do boletim de ocorrência é a primeira medida a ser feita em casos de desaparecimento e não é necessário aguardar 24h ou 48h. A medida deve ser tomada nos casos em que as pessoas fujam da rotina.

Caso não seja possível fazer o B. O. numa delegacia, o boletim pode ser feito via internet por meio do site http://www.ssp.sp.gov.br/nbo. Para efetuar o registro é necessário o fornecimento dos telefones de contato e um email para o recebimento do boletim eletrônico.

“Também recomendo que as pessoas liguem para Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e o Samu com os dados do desaparecido para verificar se houve alguma ocorrência registrada no nome da pessoa”, destaca Hunter.

Após o registro é possível solicitar os serviços da Divisão de Desaparecidos WhatsApp (11 97549-9770), Facebook, ou preencher o formulário disponível no site da SMDHC.

Devido à grande demanda de pessoas que percorrem as ruas na região da Luz em busca de informações sobre seus parentes desaparecidos, a Divisão de Desaparecidos conta com um posto avançado de atendimento dentro do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), na rua Mauá, nº 36 – próximo à Estação Júlio Prestes. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Foto:Divulgação Secom

Deixe seu Comentário