Share
Programa inテゥdito da Unesp aceita doaテァテオes atテゥ por cartテ」o de crテゥdito

Programa inテゥdito da Unesp aceita doaテァテオes atテゥ por cartテ」o de crテゥdito

Agテェncia Estado – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Um programa inテゥdito da Universidade Estadual Paulista (Unesp) vai incentivar doaテァテオes atテゥ por cartテ」o de crテゥdito. Por meio de uma plataforma na internet que entrou no ar besta quinta-feira, 29, o interessado jテ。 assina digitalmente um contrato e faz o pagamento da maneira que escolher. A Unesp passou recentemente por sua pior crise financeira, com dテゥcimo terceiro atrasado e todo orテァamento comprometido com salテ。rios.

Anteriormente, quem quisesse fazer uma doaテァテ」o para a Unesp nテ」o sabia sequer quem procurar. O mesmo acontece em outras universidades pテコblicas. “Era muita burocracia. Uma pessoa quis doar para Educaテァテ」o Fテュsica e esse pedido chegou atテゥ o Conselho Universitテ。rio, テウrgテ」o mテ。ximo da instituiテァテ」o. Isso tem de acabar”, conta o reitor da Unesp, Sandro Valentini. Com o novo programa, o doador pode dar qualquer valor テ instituiテァテ」o e decidir se vai ou nテ」o destinar o recurso a uma unidade especテュfica.

A universidade jテ。 tem uma plataforma que reテコne seus ex-alunos, com 20 mil cadastrados. A Unesp vai ter um departamento para fazer uma busca ativa de possテュveis doadores tanto nesse grupo como fora dele. A estimativa テゥ que a universidade, fundada em 1976, tenha 160 mil egressos, entre eles a apresentadora Ana Maria Braga e Antonio Carlos Tadiotti, dono da empresa Predilecta.

Exemplo

O empresテ。rio Alexandre Leite Lopes decidiu fazer sua doaテァテ」o quando levou a filha, que havia sido aprovada no vestibular da Unesp deste ano, para conhecer o cテ「mpus. “Vi as faixas dizendo que estavam com o dテゥcimo terceiro salテ。rio atrasado”, conta. Sem saber como proceder, ele mandou uma carta para o diretor do curso, falando da intenテァテ」o de doar.

Nesta quinta-feira ele participou do evento em Sテ」o Paulo que lanテァou o programa Parceiro Unesp e foi o primeiro doador a usar a plataforma. “Poderia pagar a universidade da minha filha e ela estテ。 em uma instituiテァテ」o pテコblica. Por que nテ」o ajudar como fazem nos Estados Unidos?” Lopes nテ」o quis divulgar o valor da doaテァテ」o nem o curso ou nome da filha para evitar qualquer relaテァテ」o da menina com os recursos. “テ algo para a universidade.” Ele テゥ formado em Engenharia e estudou em faculdade privada.

Segundo o reitor, jテ。 テゥ possテュvel fazer a doaテァテ」o em depテウsito bancテ。rio. Boletos e cartテオes serテ」o permitidos nos prテウximos meses. Assim que o dinheiro cair na conta criada para o Parceiro Unesp serテ。 imediatamente transferido para onde foi dirigido e o gestor pode usテ。-lo para qualquer atividade, como comprar computadores ou pintar uma sala de aula.

“O nosso modelo de financiamento depende da atividade econテエmica”, diz o reitor. Unesp, Universidade de Sテ」o Paulo (USP) e Estadual de Campinas (Unicamp) se mantテェm com 9,57% do que テゥ arrecadado pelo ICMS do Estado. A diminuiテァテ」o desse valor nos テコltimos anos e o inchaテァo na folha de pagamento levaram recentemente a graves problemas financeiros nas instituiテァテオes, que sテ」o responsテ。veis juntas por um terテァo da produテァテ」o cientテュfica do Paテュs.

Alテゥm das doaテァテオes simples, o programa vai permitir parcerias com empresas, com contrapartida da universidade. Serテ。 possテュvel desde a colocaテァテ」o de um placa numa sala reformada pela doadora atテゥ a utilizaテァテ」o de espaテァos das instituiテァテオes para eventos. A empresa que pretende doar para a Unesp tambテゥm pode solicitar, por exemplo, o uso de um laboratテウrio para pesquisas especテュficas. Nesse caso, a universidade terテ。 de abrir uma licitaテァテ」o para checar se hテ。 outros interessados.

A participaテァテ」o da iniciativa privada テゥ tema polテェmico nas universidades pテコblicas e hテ。 grupos contrテ。rios, tanto por temer uma “privatizaテァテ」o” da instituiテァテ」o, como por acreditar que os recursos pテコblicos podem ser diminuテュdos com aテァテオes desse tipo. Mas o programa teve pouca resistテェncia e foi aprovado no テウrgテ」o mテ。ximo da Unesp, o Conselho Universitテ。rio.

‘Endowment’

A Unesp ainda aprovou ontem um projeto de “endowment”, um fundo perpテゥtuo para a instituiテァテ」o em que apenas os rendimentos auferidos revertem para projetos. Outras tentativas de fundos semelhantes – comuns em universidades estrangeiras – nテ」o tiveram テェxito no Paテュs. Um dos poucos a dar certo テゥ o gerido por ex-alunos da Escola Politテゥcnica da Universidade de Sテ」o Paulo (Poli-USP).

Deixe seu Comentテ。rio