Share
Exposição dos 80 anos do Batman é destaque no Memorial da América Latina

Exposição dos 80 anos do Batman é destaque no Memorial da América Latina

Agência Estado – Foto: Reprodução/Instagram

São Paulo sempre teve um toque de Gotham City, mas a partir desta quinta, 5, o encontro entre as duas cidades tem endereço marcado: o Memorial da América Latina recebe Batman 80 – A Exposição, mostra inédita com mais de 500 itens raros do universo do homem-morcego e cenografia dedicada aos principais espaços referentes ao personagem.

Em 2019, Batman completa 80 anos de sua primeira aparição. Foi na revista Detective Comics 27 (publicada nos EUA pela DC), numa história de oito páginas (O Caso do Sindicato dos Químicos), com roteiro de Bill Finger e desenhos de Bob Kane. De lá para cá, não é exagero dizer que o personagem passou a habitar o imaginário da cultura popular ocidental, espraiando sua presença dos quadrinhos para a TV, o cinema, os videogames, a música e qualquer outra plataforma imaginável.

A exposição é fruto de duas coleções: a de Ivan Freitas da Costa, curador da mostra e sócio-fundador da CCXP e da Chiaroscuro Studios, e a de Marcio Escoteiro, advogado carioca reconhecido como maior colecionador de Batman do Brasil e um dos maiores do mundo (são 7 mil itens na sua casa na Tijuca e em depósitos no Rio, e cerca de 1% deles estão agora no Memorial).

Carros de outros colecionadores (uma versão do Batmóvel de Tim Burton circulou por São Paulo no fim de semana) e uma cenografia desenvolvida pela produtora Caselúdico (a mesma das exposições de Castelo Rá-Tim-Bum, Tim Burton, e Quadrinhos, no MIS) completam a mostra.

Os itens são variados. O mais antigo gibi é a Detective Comics Vol 1 34, de dezembro de 1939, a oitava aparição do Batman nos quadrinhos. A primeira vez do herói no Brasil foi na revista O Lobinho #7, publicada em 1940 pela editora Grande Consórcio de Suplementos Nacionais, de Adolfo Aizen (1907-1991). Um dos exemplares está na exposição.

A primeira memorabilia oficial lançada pela DC, em 1944, um conjunto de “transfers” (adesivos para colar desenhos em outras superfícies) também está na exposição. Há colecionáveis de todo o tipo espalhados pelas salas: action figures, bonecos de lata, jogos portáteis, carros em miniatura, cartões, réplicas, etc.

Outro destaque, aponta o curador, é a narrativa que a cenografia da exposição constrói. O visitante entra, primeiro, numa versão da Mansão Wayne, na qual é recebido pela enorme mesa de jantar de Bruce (o cardápio é lagosta), e onde diversos gibis estão à mostra. Em seguida, ele vai à Bat Caverna, em que displays em vídeo exibem as diversas encarnações do Batman na TV e no cinema.

A próxima sala é um corredor em que a história dos aliados do homem-morcego é contada e, logo depois, o visitante adentra a delegacia de Gotham. Um painel interativo permite explorar os principais nomes envolvidos no desenvolvimento do personagem nas páginas, dos criadores a Frank Miller e Neal Adams. Então, o Asilo Arkham explora a diversidade de muitos vilões do Batman, dos mais conhecidos Pinguim, Sr. Frio e Bane, até personagens como Vagalume, Espantalho e Ventríloquo. Mulher-Gato, Harlequina e Coringa (tema do próximo filme do universo do herói, com estreia marcada para 3 de outubro), que têm salas separadas.

Alguns dos itens preferidos de Ivan Costa na exposição são, talvez, suas artes originais, autografadas por artistas importantes – quadros que ele pendura na parede de sua casa, agora cedidos à mostra. “Uma revista pode ter centenas de milhares de exemplares, um colecionável tem alguns milhares… uma arte original, porém, é apenas uma”, comenta. “Tem a ver com o processo de criação das histórias em quadrinhos e é um tipo de coisa a que pouca gente tem acesso.”

O curador destaca também os itens acessíveis da exposição: painéis em braile e estátuas manuseáveis estão disponíveis pela mostra, e uma área é dedicada a pessoas com deficiência visual e auditiva. Uma loja oficial e uma praça de alimentação cenografada também foram montadas no local. “É uma exposição para toda a família mesmo”, garante o curador.

SERVIÇO

‘BATMAN 80 – A EXPOSIÇÃO’. MEMORIAL DA AMÉRICA DA AMÉRICA

LATINA. AVENIDA AURO SOARES DE

MOURA ANDRADE, 664. 3ª A 6ª, 12H/21H. SÁB., DOM., 10H/21H. R$ 35 A R$ 45.

ATÉ 15/12

Deixe seu Comentário